Concluída a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico de Várzea da Palma.

 

Publicado em: 13/05/2016 12:57

Whatsapp

 

      O Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) tem como objetivo a universalização do serviço público de saneamento básico, com serviços e produtos de qualidade.Abrange os serviços de abastecimento de água potável e esgotamento sanitário, a limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e a drenagem e manejo das águas pluviais, apresentado para discussão e aprovação pelo Município, conforme previsto na Lei Federal Nº 11.445/07 artigo 19, que estabelece as diretrizes a serem seguidas. Demonstrando uma atitude de impessoalidade , compromisso e responsabilidade para com o Município,o Prefeito Eduardo Monteiro e sua equipe,muito se empenharam na elaboração do PMSB(Plano Municipal de Saneamento Básico) do Município de Várzea da Palma,que está inserido na bacia Hidrográfica do Rio das Velhas. A elaboração do PMSB é objeto do Ato Convocatório nº 003/2014, do qual se firmou contrato de prestação de serviços entre o Instituto Gesois e AGB Peixe Vivo, seguindo as diretrizes gerais estabelecidas pela Lei Federal nº 11.455/2007. Jacqueson Azevedo , coordenador da equipe responsável pela elaboração do Plano Municipal de Saneamento de Várzea da Palma, afirmou que : “Foi uma atitude muito corajosa da atual Administração , levantar todas as limitações e imperfeições que o sistema de saneamento municipal possui. Mais louvável ainda , é saber que após a conclusão do referido Plano , as ações que serão realizadas em um período de vinte anos, não levarão em consideração aspectos políticos ou de interesse próprio , mas critérios técnicos , ambientais , culturais , geográficos e socioeconômicos.” O Prefeito Eduardo Monteiro e o Jacqueson Azevedo , coordenador da equipe responsável pela elaboração do Plano , estiveram na última reunião Plenária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas , no ato da entrega do PMSB de Várzea da Palma , que será encaminhado à Câmara Municipal para a devida aprovação. Não podemos esquecer a importância de conciliar o desenvolvimento econômico e a preservação ambiental. Por isso, a recuperação das nascentes passa a ser uma meta em todo o mundo, incluindo estratégias emergenciais como o controle da erosão do solo e a minimização de contaminação química e biológica. Para garantir a renovação das nascentes, também é necessário o combate ao corte intensivo das florestas nativas, queimadas, pastoreio intensivo, mau planejamento na construção de estradas e loteamentos em locais impróprios. Fotos:Acervo Equipe de Mobilização CBH Rio das Velhas

Imagens